Retour à l'accueil

                  
Waurá

A tribo Waurá pertence ao parque nacional do xingu. O parque do xingu, com 3600 habitantes, tem 27 000 km2, 900 km de perimetro. Quase uma Bélgica, que tem 10,2 milhões de habitantes. Ela tem como territorio o municipio de Gaucha do Norte, na atualidade ela tem aproximadamente 270 seu tronco linguistico e sua familia é Aruak.

Educação

Os indios da tribo Waurá e os indios do xingu aprendem portugues geografia, ciencias, cálculo percentual e a fazer tabelas. Os mais velhos são chamados para narrar as tradições de seus povos.

Saúde

A população recebe cuidados médicos da escola paulista de medicina. Já houve um caso de AIDS ou virús do HIV. Os índios escovam os dentes três vezes ao dia num programa colgate-palmolive que distribui escovas e tubos de pasta de dentes todo o ano.

Economia

A economia usada pela tribo Waurá é a mesma usada pela maoiria das tribos, o artesanato. Eles são mestres em panelas de barro e na cestaria. Os bancos imitando animais são cobiçados. Todos são agricultores: mandioca, banana, amendoim, milho, são culturas de base. Entre si vivem de trocas, começaram a exportar para Rio e São Paulo.

Habitantes do Parque Indígena do Xingu, os Waurá são notórios pela singularidade de sua cerâmica, o grafismo de seus cestos, sua arte plumária e máscaras rituais. Além da riqueza de sua cultura material, esse povo possui uma complexa e fascinante mito-cosmologia, na qual os vínculos entre os animais, as coisas, os humanos e os seres extra-humanos permeiam sua concepção de mundo e são cruciais nas práticas de xamanismo.

Os Waurá são grandes ceramistas, conhecidos pelas grandes panelas de até 2m de diâmetro, chamadas de Kamalupe. No Xingu somente os Waurá e Yudjá dominam o uso do barro na confecção de panelas de vários tamanhos, formatos e figuras zoomorfas. Depois de modelada e cozida em um buraco previamente aquecido, a panela é debruçada e no seu fundo externo, todo esbranquecido de tabatinga, com capricho, é decorada em vermelho e preto (urucum e jenipapo), com desenhos simétricos, traços firmes e a mão livre.

            


A única aldeia que o poder do pajé se encontra virtualmente ofuscado é a do Sobradinho. Ali os Waurá fizeram pacto original com a Assembléia de Deus. Os religiosos pediram permissão ao cacique Matari para converter sua tribo, o cacique pediu tempo três dias depois veio a contraproposta : ele seu filho aturi deviam ser nomeados pastores da Assembléia de Deus. Ela e os kaiabis foram as únicas tribos que o nu foi abolido pelo menos em teoria.


 

Para saber mais:
- Mestrado de Aristóteles Barcelos Neto : Arte, Estética e Cosmologia entre os Índios Waurá da Amazônia Meridional - 235 Páginas - Data de defesa: 06-08-99 - UFSC
- No site do Instituto Socioambiental