Retour à l'accueil

                  
Matis


Velho Mati com indumendárias tradicionais


Nome e língua

O termo matis foi o nome que os não-índios - em particular, os funcionários da Funai - deram a um grupo que se autodenominava matses. Deve-se ressaltar, no entanto, que matses é também a autodenominação de um outro povo, culturalmente e lingüisticamente muito próximo aos Matis: os Matses (também conhecidos como Mayoruna).
Os Matis aceitaram em certa medida o nome matis, que é uma variação de matses, porém existem outras denominações bastante empregadas em nível local.
A palavra matis, além de ser um etnônimo, ou seja, o nome atribuído a uma etnia, significa, em um sentido mais estrito, “ser humano” ou “pessoa”. O termo também pode ser utilizado para designar o conjunto de parentes de um indivíduo.

Localização

Os Matis são um grupo indígena que habita o Sudoeste do estado brasileiro do Amazonas, mais precisamente a Área Indígena Vale do Javari.

História do contato

As informações quanto à época do primeiro contato dos Matis com funcionários da FUNAI variam de 25 de agosto de 1975 a 21 de dezembro de 1976, através de um primeiro contato com uma mulher e uma criança de colo em um tapirí no igarapé Aurélio, afluente da margem direita do alto Itui. A partir desse período, os Matis começam a empreender sucessivas visitas ao Posto da FUNAI estabelecido no alto Ituí para obterem facões, machados, cachorros, galinhas, etc. Em 1978 servidores da FUNAI visitam as malocas Matis passando alguns dias entre eles. A partir desse momento os contatos tornam-se mais freqüentes.

Fonte e mais informações sobre o Povo Matis: Instituto Socioambiental | Povos Indígenas no Brasil

- Matis: Desastre Sanitário - Hilton Nascimento, ecóloga e Philippe Erikson, antropólogo, Universidade Paris X - Nanterre
- Estudo lexical da lingua matis : subsídios para um dicionário bilingue - Vitória Regina Spanghero Ferreira